Hex Mask UI Icons Arrow Down Arrow Left Arrow Right Arrow Up Brackets Calendar Checkmark Chevron Down Chevron Left Chevron Right Chevron Up Clock Close Connect Copy crown Ellipsis External URL Favorite (off) Favorite (on) Help Home Info Live Mobile Menu Mobile Overflow Paginate Dot (filled) Paginate Dot (empty) Pin Placeholder Icon Play Video Circle Play Video Plus Search Team No-Team-Logo_Fallback_003 Ticket Trophy User Input Video Video Play Icon World X Game Mode Icons Hero Icons Map Icons Platform Icons Social Icons Mobile Discord Facebook Instagram Reddit Twitch Twitter Youtube Weibo WeChat Workshop Icons WorkshopControl WorkshopShare WorkshopInfinite

Revelações da LumériCo: O CEO Guillermo Portero está sob fogo

LumericoBlog-AltlasNewsHeader_OW_JP.png

DORADO, MEXICO — A LumériCo se viu no meio de um escândalo com a revelação dos documentos vazados pelo coletivo hacker conhecido como "Sombra". Os documentos foram supostamente obtidos durante falhas de segurança recentes nas redes internas da companhia de energia. Enquanto a LumériCo e a força policial mexicana têm categorizado essas invasões como ações criminosas, o coletivo Sombra afirma que "age apenas em favor do interesse público".

Neste momento, os dados vazados estão sendo analisados e averiguados, mas já há diversas alegações sendo feitas, muitas delas focadas no CEO vigente da LumériCo, Guillermo Portero. Os documentos indicam que o Sr. Portero teria usado fundos da empresa para desvio pessoal de dinheiro e que ele estava diretamente envolvido em esquemas de subornos com oficiais do governo e na criação de um sistema de propinas benéfico para a LumériCo. Por fim, alega-se também que ele propôs um plano para tomar propriedades privadas através de desapropriações por parte do governo, com o intuito de expandir as instituições da LumériCo pelo México.

LumericoLogo-v01_OW_JP.jpg

Além disso, foram reveladas conversas por e-mail com a megacorporação indiana Vishkar com o intuito de explorar a exportação dos sistemas proprietários de energia da LumériCo para os desenvolvimentos da Vishkar ao redor do mundo. A própria Vishkar recentemente foi o foco de investigações em relação aos seus negócios, em especial aos seus mais novos projetos no Rio de Janeiro. Com a quantidade de investimento que o governo do México colocou na LumériCo, uma empresa de energia parcialmente custeada pelo estado, sua relação próxima com a Vishkar é causa de preocupação.

O Sr. Portero nega veementemente as acusações. “É um absurdo que se dê qualquer crédito a esses registros supostamente obtidos por ladrões. Eles foram definitivamente fabricados sem base alguma na realidade. Dediquei minha vida a meu lar, meu país e tenho realizado todas minhas operações aqui com os mais altos níveis de integridade. Estou confiante que meu nome e a reputação da LumériCo serão absolvidos e que essas acusações sem base serão vistas como calúnia sem mérito, e que esses criminosos que têm infringido as leis de nossa sociedade civil continuamente serão levados à justiça”.

Nesse meio tempo, Los Muertos, que têm se declarado como fortes apoiadores de Sombra recentemente, responderam às revelações do coletivo pedindo pela resignação imediata e prisão do Sr. Portero e seus comparsas, a desativação das plantas de energia da LumériCo e uma investigação independente da diretoria da empresa, assim como indenizações aos cidadãos afetados pelas políticas da LumériCo. O grupo Los Muertos também pretende organizar um protesto para coincidir com a inauguração da planta nuclear da LumériCo em Dorado em 1º de novembro.

Carregando Comentários...

Um erro ocorreu durante o carregamento.