Hex Mask UI Icons Arrow Down Arrow Left Arrow Right Arrow Up Brackets Calendar Checkmark Chevron Down Chevron Left Chevron Right Chevron Up Clock Close Connect Copy crown Ellipsis External URL Favorite (off) Favorite (on) Help Home Info Live Mobile Menu Mobile Overflow Paginate Dot (filled) Paginate Dot (empty) Pin Placeholder Icon Play Video Circle Play Video Plus Search Team No-Team-Logo_Fallback_003 Ticket Trophy User Input Video Video Play Icon World X Game Mode Icons Hero Icons Map Icons Platform Icons Social Icons Mobile Discord Facebook Instagram Reddit Twitch Twitter Youtube Weibo WeChat Workshop Icons WorkshopControl WorkshopShare WorkshopInfinite

Doomfist

Doomfist

Função

Dano

Dificuldade

As partes cibernéticas de Doomfist fazem dele um combatente de linha de frente altamente ágil e poderoso. Além de causar dano à distância com seu Canhão de Mão, Doomfist pode esmagar o chão para desequilibrar ou lançar seus inimigos ao ar, ou avançar em uma investida com seu Soco Foguete. Quando enfrenta grupos aglutinados, Doomfist salta para fora do campo de visão e acerta o chão com um Impacto Meteoro espetacular.


Habilidades

Canhão de Mão

Doomfist dispara uma explosão de curto alcance de seu punho. A munição se regenera automaticamente depois de um curto período.

Abalo Sísmico

Doomfist salta para a frente batendo no chão, trazendo inimigos próximos para sua direção.

Gancho Ascendente

Doomfist acerta um gancho nos inimigos em sua frente, lançando-os no ar.

Soco Foguete

Depois de carregar, Doomfist se lança para frente e arremessa um inimigo para trás, causando dano adicional se ele atingir uma parede.

Impacto Meteoro

Doomfist salta para os céus, depois acerta o chão, causando dano significativo.

Biografia

  • Nome verdadeiro: Akande Ogundimu, Idade: 45
  • Ocupação: Mercenário
  • Base de operações: Oyo, Nigéria
  • Afiliação: Talon

Só por meio do conflito podemos evoluir.

Recém-liberto de sua prisão, Doomfist está determinado a lançar o mundo em um novo conflito que ele acredita que fará a humanidade mais forte.

Akande Ogundimu nasceu em uma família nigeriana de boa reputação e herdou sua companhia de tecnologia de prostéticos. Uma figura carismática e altamente inteligente, Ogundimu ajudou a expandir os negócios da família, os colocando rumo ao futuro, enquanto dedicava seu tempo livre a sua primeira paixão, as artes marciais. Ele treinou em estilos de luta africanos, incluindo Dambe e Gidigbo, assim como luta livre e outros sistemas de combate modernos, incorporando as técnicas mais eficientes em seu repertório. Ogundimu competiu em torneios por todo o continente, utilizando habilidade e intuição para ler os oponentes com sua grande velocidade e força.

Mas quando perdeu seu braço como resultado da Crise Ômnica, pareceu ser o fim de sua carreira nas artes marciais, antes mesmo de atingir seu potencial. A prótese cibernética de sua companhia permitiu que ele se recuperasse de seus ferimentos, o tornando ainda mais forte, mas essas melhorias o impediram de competir. Ele tentou se devotar aos negócios com o mesmo zelo que tinha pela luta, mas não encontrou nada para preencher o vazio… até que ele recebeu uma nova oportunidade de Akinjide Adeyemi, mais conhecido como o segundo Doomfist, o Flagelo de Numbani.

Adeyemi ofereceu a Ogundimu a chance de lutar com ele como mercenário. Após a cautela inicial, Ogundimu aceitou e descobriu que ele agora tinha uma arena na qual podia liberar sua nova e melhorada potencialidade. Por fim, Adeyemi o levou para a Talon. A crença da Talon de que a humanidade seria fortalecida pelo conflito reverberou com as experiências pessoais de Ogundimu. Mas além disso, os conflitos de poder da Talon criaram um novo desafio que permitiu que ele usasse seu talento na sala de reuniões da mesma forma que usava sua astúcia em combate.

Adeyemi era um recurso muito útil à Talon, mas a organização via muito mais potencial em Ogundimu, com sua inteligência e habilidade de ser um comandante inspirador. Enquanto Adeyemi se sentia satisfeito com os lucros das pilhagens em Numbani, Ogundimu tinha uma visão muito maior. Essa diferença de ambição levaria Ogundimu a matar seu mestre e tomar o manto de Doomfist, junto com a manopla homônima.

Como o novo Doomfist, Ogundimu subiu bastante na Talon e ajudou a orquestrar um conflito que a organização esperava que algum dia tomaria o mundo. Porém, antes de seu plano ser concluído, Ogundimu foi derrotado e capturado pela equipe de ataque tático da Overwatch, composta por Tracer, Winston e Genji. Ele foi aprisionado em uma instituição de segurança máxima por anos, onde esperou pacientemente o acontecimento dos eventos que tinha incitado.

Finalmente, ele sentiu que o tempo havia chegado para seu retorno. Ele fugiu de sua prisão e recuperou a manopla de Doomfist depois de uma batalha unilateral com a nova defesa de Numbani formada por robôs OR15. Agora, ele retomou seu posto no conselho interno da Talon e está pronto para começar uma guerra que mais uma vez consumirá o planeta.